Desolate Era – Livro 2, Capítulo 23 – O Pai da Grama de Primavera

Anterior | Índice | Próximo


 

O tempo passou, dia após dia.

Os dias lentamente ficaram mais frios, mas seu pai ainda não tinha voltado. O clã Ji da Prefeitura Oeste enviou um esquadrão de cavaleiros de armadura negra para cercar o Lago da Serpente Alada.

Dentro do pátio de treinamento.

Um ataque de espada atrás do outro uivou e passou pelo ar. Ning estava lá sozinho, treinando o Sutra Gota-de-Chuva. Nesse ponto, nem os cavaleiros de armadura nem bestas monstruosas poderosas eram úteis a Ning em termos de aprimorar sua esgrima. Mas seu pai, Yichuan, não tinha voltado. Por isso, Ning só podia treinar sozinho.

— Jovem mestre. — Folha de Outono chamou suavemente.

— Hum. — Ning olhou para Folha de Outono, que tinha um olhar nervoso e incerto no rosto.

Franzindo, Ning embainhou suas Espadas Norte Sombrio.

— Folha de Outono, o que foi?

— Jovem mestre… — Folha de Outono disse em voz baixa. — O pai da Grama de Primavera pede pra vê-lo, jovem mestre.

— Quem? — Ning ficou atordoado.

— O pai da Grama de Primavera. — Sua voz ficou um pouco mais alta. — O pai biológico dela!

Ning ficou chocado. — Grama de Primavera tem um pai?

Suas duas servas pessoais eram escravas a vida inteira. Quando eram muito jovens, elas foram vendidas à Prefeitura Oeste do clã Ji.

— Onde está Grama de Primavera? — Ning perguntou.

— Grama de Primavera não se atreveu vir vê-lo, jovem mestre. — Folha de Outono disse em voz baixa. — Posso dizer que, Grama de Primavera gostaria de ver seu pai, mas o status dela… a deixa com medo de dizer.

Ning lembrou de algo de repente.

Certo. Estritamente falando, Grama de Primavera e Folha de Outono eram suas servas e a vida delas estavam sob seu controle. Do dia que foram vendidas como escravas, elas não tinham mais contato com seus pais. Contudo, pessoas não eram como árvores ou grama; elas tinham sentimentos.

— Traga o pai da Grama de Primavera aqui. — Ning riu. — Já que ele quer me encontrar, deixe-o me encontrar.

— Sim, senhor. — Seu rosto estava coberto de alegria e ela se apressou imediatamente.

Ning gritou para fora do pátio: — Grama de Primavera, entre. — Fora do pátio, uma serva vestida de peles estava parada lá, incerta. Ouvindo o grito do jovem mestre, teve que entrar. Mas seu rosto estava repleto de nervosismo e incerteza… neste momento, sentia muitas emoções complicadas. Ela estava animada, feliz, nervosa, envergonhada, culpada e inquieta.

— Jovem mestre. — Grama de Primavera olhou para Ning.

— Seu pai está aqui. Se quiser vê-lo, você pode. — Ning riu.

— Mas… mas eu fui comprada pelo clã Ji. — Grama de Primavera mordeu os lábios.

— Hum? — Ning franziu levemente. — Minhas palavras não tem peso por aqui?

— Entendido, jovem mestre. — Olhou de soslaio para Ning, com o coração cheio de gratidão. Na verdade, sentiu há muito tempo que, este talento mais brilhante do clã Ji da Prefeitura Oeste, o jovem que um dia se tornaria o Lorde da Prefeitura, não tratava ela e Folha de Outono como a maioria dos mestres tratavam seus servos.

— Ele está aqui. — Ning olhou para fora e viu imediatamente duas figuras entrando no pátio. À frente estava Folha de Outono, enquanto atrás estava um homem alto da meia-idade usando pele preta de besta. Ele tinha algumas cicatrizes no rosto e, sua cabeça estava baixa, parecendo bastante nervoso.

— Jovem mestre, ele está aqui. — Folha de Outono disse respeitosamente.

O homem com cicatrizes se ajoelhou às pressas, pressionando a cabeça no chão e também com as duas mãos no chão em prostração. Extremamente respeitoso, disse: — Dente Sujo presta seus respeitos ao poderoso jovem mestre.

Vendo isto, os olhos da Grama de Primavera não puderam deixar de ficarem vermelhos.

Ning olhou de relance para Grama de Primavera e disse: — Por favor, levante-se.

— Sim, senhor. — Só agora que levantou-se e, quando fez isso, viu Grama de Primavera parada ao lado de Ning. Os olhares de pai e filha se encontraram e, instantaneamente, lágrimas começaram a escorrer pelos rostos dos dois.

O homem com cicatrizes rapidamente se recompôs, enxugando apressadamente as lágrimas.

— Por que veio aqui à minha casa? — Ning perguntou.

O homem com cicatrizes respirou fundo. — Vim à sua casa, jovem mestre, porque desejo pedir que o senhor liberte minha filha, Miwa.

— Libertar? — Ning ficou surpreso.

Libertar?

Nos anos desde que chegou neste mundo, não tinha muitas pessoas com quem tinha relações próximas, mas Grama de Primavera e Folha de Outono, em seu coração, eram como duas irmãs para ele.

— Pai. — Grama de Primavera não pôde deixar de gritar. Geralmente era possível libertar um escravo comum ao pagar um determinado preço, mas que tipo de status o jovem mestre tinha? Como seu pai poderia reavê-la? Se o jovem mestre ficasse irritado, seu pai poderia perder a vida imediatamente.

Ao mesmo tempo, ela caiu de joelhos com um baque. — Jovem mestre, meu pai não entende nada. Eu imploro, jovem mestre, que perdoe meu pai por seu desrespeito.

— Deixe-o falar. — Ning olhava para o homem com cicatrizes. — Se tem algo para dizer, diga. Se puder me convencer, concordarei. Se não puder… hmph.

O coração do homem com cicatrizes tremeu.

Entendeu exatamente quanto poder e autoridade este jovem tinha. Se quisesse sua vida, seria a própria simplicidade tirá-la. Mas já que escolheu vir… havia feito alguns preparativos mentais!

— Poderoso jovem mestre. — Disse respeitosamente. —Vou contar tudo em meu coração.

Ning apenas olhava para ele.

— Eu, Dente Sujo, já fui o filho de um chefe tribal. — Disse lentamente. — Dentro de uma floresta na montanha, a Tribo Dente Sujo vivia uma vida pacífica. Criávamos animais e eu liderava os guerreiros poderosos da tribo para perseguir e matar bestas monstruosas pelas terras próximas… e um dia, descobrimos em um vale isolado uma grande quantidade de arroz de milho maturados naturalmente.

— A tribo inteira ficou extremamente animada e eufórica com essa descoberta. Com esse suprimento de milheto, a vida da nossa tribo melhoraria muito e seriam capazes de ter mais homens. No entanto, essa notícia foi rapidamente descoberta por outra tribo poderosa, a Tribo Mosquito de Sangue. Uma manhã ao amanhecer, quando o céu começava a clarear e muitos tribais ainda dormiam… — Seu rosto revelou um vestígio de amargura e dor. — Eles emboscaram nossa tribo, matando muitos dos homens. Nosso poder era muito inferior à Tribo Mosquito de Sangue para começar e fomos emboscados. Os poucos de nós que tiveram sorte para sobreviver tiveram que fugir.

— Eu fugi com Miwa, encontrando inúmeros riscos e perigos no caminho antes de finalmente fugirmos para a Cidade da Prefeitura Oeste. — Seu corpo tremia levemente. — Mas minha querida filha e meus irmãos haviam morrido. Eu tive que me vingar, mesmo que morresse fazendo isso. Mas, Miwa era inocente e não tinha culpa. Eu esperava que ela continuasse vivendo… então a vendi para o clã Ji. Aqui, ela teria uma vida estável, pelo menos.

Grama de Primavera tremia também, derramando lágrimas. — Pai, pai…

Ela nunca esqueceria…

Esquecer aqueles dias de fuga. Embora ainda fosse jovem, nunca se esqueceria de como seus entes queridos morreram, um atrás do outro, e todos seus amigos da mesma idade morrendo também. Nunca esqueceria seu pai lutando desesperadamente para sobreviver um perigo atrás do outro enquanto lutavam para chegar na Cidade da Prefeitura Oeste. Naquela época, seu pai só lhe disse: — Miwa, Pai precisa fazer o que precisa ser feito. Miwa, você precisa continuar vivendo uma vida boa.

— Pai, não deixe Miwa, Pai, Pai! — A jovem Grama de Primavera chorava amargamente.

O ainda jovem Dente Sujo rangeu os dentes e depois foi embora.

Ele embarcou no caminho da vingança!

— Eu odiava… — O corpo do homem com cicatrizes tremia. — Queria me vingar. Mesmo que eu fosse um Guerreiro Nove Presas, para a Tribo Mosquito de Sangue, não era nada. Depois que matei quatro dos meus inimigos, um Monstro Atroz de pelugem vermelha emboscou a Tribo Mosquito de Sangue. Aquele desgraçado que levou o esquadrão para destruir minha terra natal foi destruído por aquele Monstro Atroz com um golpe e a Tribo Mosquito de Sangue foi destruída. Os poucos sobreviventes sortudos se juntaram a outras tribos.

— Eu não tinha mais inimigos.

— Eu, que não tinha nada, não tinha como reembolsar Miwa, então me tornei um mercador viajante. — disse. — Depois de uma experiência de vida ou morte após a outra, consegui encontrar alguns dos sobreviventes espalhados da minha tribo e minha caravana mercante se tornou cada vez mais poderosa. Ganhei riqueza e, assim, ao lado dos sobreviventes, fundei uma tribo… minha própria Tribo Dente Sujo! E me, me tornei o novo Dente Sujo.

— Enquanto me tornava um mercador viajante. — Olhava para Ning. — Tive a chance de conversar com um servo do clã Ji e descobri que Miwa havia se tornado a serva do senhor, jovem mestre Ji.

— Depois de restabelecer a Tribo Dente Sujo, fiz tudo que tinha que fazer. Fiz o certo pelo meu pai e pelas gerações passadas dos Dentes Sujos. — Olhava para Ning. — Portanto, vim aqui. Vim ver minha filha, Miwa, que tenho visto nos meus sonhos por esses dez anos. Mesmo se tivesse que morrer, eu a veria.

— Minha Miwa, minha filha… quero estar com ela. Ela é o último parente que tenho. — Seu rosto estava coberto de lágrimas.

O rosto da Grama de Primavera foi coberto de lágrimas há muito tempo e chorava alto.

— Pai. — Grama de Primavera correu, abraçando seu pai agonizado.

— Miwa. — Ele segurou sua filha também. Estava esperando muito tempo por este dia.

Folha de Outono, parada ao lado, não pôde deixar de chorar também.

Quanto a Ning, suspirou enquanto ouvia.

Os homens da tribo tiveram que lutar contra os céus, a terra e os monstros. O pai da Grama de Primavera, Dente Sujo, era o epítome disso.

— Grama de Primavera. — Ning falou. — Você deseja estar junto com seu pai?

Grama de Primavera mordeu os lábios, incapaz de controlar as lágrimas em seus olhos. Ela caiu de joelhos. — Jovem mestre, por favor me perdoe. Realmente desejo estar com meu pai, realmente desejo!

— Poderoso jovem mestre.— O homem com cicatrizes caiu de joelhos também.

Ning olhou para os dois, pai e filha. O longo tempo que passaram juntos resultou nele amando Grama de Primavera e Folha de Outono como um irmão mais novo amando um par de irmãs mais velhas. Ele não queria que a Grama de Primavera o deixasse, mas queria ainda menos que ela ficasse angustiada mentalmente. — Grama de Primavera, a partir de hoje, sua liberdade foi restaurada. Você pode ir com seu pai.

— Ah! — Grama de Primavera e Dente Sujo ficaram atordoados.

Simplesmente assim, ele concordou?

Os dois, pai e filha, poderiam estar juntos de novo?

— Obrigado, poderoso jovem mestre. Vou me lembrar para sempre da sua grande benevolência, jovem mestre. — Dente Sujo, de joelhos, o agradeceu várias vezes.

~*~

Sob as instruções de Ning, Grama de Primavera teve sua liberdade restaurada. Enquanto partia ao lado do seu pai, gritou para ele: — Jovem mestre, Grama de Primavera vai se lembrar para sempre da sua bondade. Grama de Primavera rezará constantemente para ser abençoado, jovem mestre, dentro da Tribo Dente Sujo. Se no futuro, passar pela Tribo Dente Sujo, espero que seja capaz de visitar a Grama de Primavera.

— Definitivamente. — Ning concordou.

— Definitivamente iremos. — Folha de Outono chorava também. Ela e Grama de Primavera eram como irmãs.

~*~

Os dias continuaram a ficar mais frios.

A mentalidade de Ning mudava também.

A partida da Grama de Primavera, as experiências do seu pai, o ataque do Serpente Alada, a partida do seu pai para matar o Monstro Atroz, sua incapacidade de encontrar um oponente para treinar sua esgrima dentro do clã Ji… todos esses eventos mudaram sua mentalidade.

Ele tinha a sensação que talvez a Cidade da Prefeitura Oeste fosse muito pequena.

Queria sair, queria ver o mundo! Queria ver como viviam as tribos como a Tribo Dente Sujo e como eram suas vidas! Queria ser como seu pai e lutar contra um Monstro Atroz atrás do outro… queria se aventurar nesta área do mundo.

— Ning, seu pai voltou. — Neste dia nevado, Xue chamou seu filho.

Só agora Ning viu que, nos céus, seu pai retornava, meio ajoelhado nas costas do Pássaro Azure de Fogo.

 


 

Se gostou do capítulo e deseja apoiar a equipe do Templo Oriental, clique aqui, solucione o captcha e aguarde 8 segundos. Se quiser saber mais, basta acessar a página Formas de Apoio. Além disso, comente; amamos ler os comentários!

 

Anterior | Índice | Próximo